logo Openbox.ai

Empreendedorismo e os cuidados dos empreendedores com o seu patrimônio

por Natália Braulio25 de mai. de 2020

Empreendedorismo e patrimônio são termos que têm tudo a ver com gestão. E é um assunto que vai muito além do balanço patrimonial da empresa – aquele papo de ativo e passivo – e da declaração do imposto de renda, tão temida por muitos.

O Empreendedorismo é a capacidade e a disposição de idealizar e de realizar projetos, negócios e serviços; e o empreendedor é a pessoa que toma a iniciativa de produzir mudanças em uma realidade já existente e que ativa a chama de novos negócios para que tais mudanças sejam implementadas. Empreender é criar ou mostrar novas soluções para problemas existentes ou mal resolvidos, ou seja, o ser empreendedor é disruptivo, é investidor e enxerga oportunidades onde há ineficiência.

O patrimônio, por sua vez, é o conjunto de bens, direitos e obrigações que são vinculados a uma pessoa física ou entidade. Desta forma, o patrimônio envolve tudo aquilo que uma pessoa ou entidade possui, bem como aquilo que ela deve. Os bens podem ser tangíveis, como veículos, terrenos, estoques, imóveis, equipamentos, dinheiro, por exemplo; e intangíveis, como marcas, patentes, domínios de internet e pontos comerciais, por exemplo. Os direitos são aquilo que uma empresa ou indivíduo pode cobrar, são recursos em posse de terceiros e, neste caso, é detentora do direito de receber o dinheiro de uma venda à prazo, por exemplo. Já as obrigações são tudo aquilo que precisa ser pago, como financiamentos, empréstimos e salários.

A gestão empresarial exige muita atenção do empreendedor. Com o seu patrimônio não é diferente: exige comprometimento e cuidados. Existem alguns riscos e pontos importantes a serem levados em consideração quando falamos nesse tema, tais como: tributos, sucessão patrimonial, bens imóveis que correm o risco de apropriação indevida, e outros casos que podem levar a demandas judiciais complexas e cansativas, bem como a separação do patrimônio pessoal do patrimônio da empresa.

Os bens da empresa, dependendo da constituição de uma sociedade (uma holding familiar, por exemplo), passam a compor um patrimônio único na personalidade jurídica e não respondem por dívidas pessoais dos sócios (salvo exceções). Assim, se houver uma execução de cobrança em nome de uma pessoa física, os bens da pessoa jurídica dificilmente serão afetados.

E quais são os cuidados que o empreendedor deve ter?

Em um ambiente onde há inovação, há também os riscos inerentes ao ato de empreender, portanto alguns cuidados com a gestão do seu patrimônio são importantes.

O empreendedor precisa desenvolver sua capacidade de buscar melhores práticas de investimentos e ter autocontrole para correr riscos. Desta forma, o empreendedor estará preparado e conseguirá antever possíveis situações, seja para corrigir de forma mais rápida e eficiente algum problema, ou para aproveitar oportunidades de crescimento e desenvolvimento.

Separar o patrimônio da empresa e o patrimônio pessoal é uma prática de extrema importância, pois assim evitará a percepção de que a empresa não gera lucros e de que o empreendedor não gera rendimentos. Para tal, definir pró-labores, separar as contas bancárias (PF e PJ) e classificar corretamente despesas e pagamentos são iniciativas que conduzem a uma melhor gestão do patrimônio.

Além de estar atento à manutenção, o empreendedor deve buscar meios de fazê-lo crescer. E para isso existem ótimas opções de investimentos no mercado financeiro. Aqui o ideal é pensar no longo prazo e aliar-se a investimentos fortes e que tragam resultados. Também é imprescindível que seja feita a diversificação, alocando parte do seu patrimônio em ativos rentáveis. Lembre-se de que retornos arrojados estão atrelados a maiores riscos. Investindo em diversos ativos, o empreendedor diminui um possível impacto negativo.

A formação e a gestão de patrimônio é muito importante, seja ele empresarial, pelo fato de ter relação direta com o sucesso financeiro da sua empresa, ou seja ele pessoal, pois, entre as vantagens de formar um patrimônio sólido, é a estabilidade financeira, que traz conforto e liberdade de escolhas. Portanto é preciso que sejam tomados estes cuidados para que o empreendedor possa deixar para a sua família, além da chama da inovação e do sucesso da sua empresa, um legado em forma de bem estar e tranquilidade financeira, como uma herança, por exemplo.

  • A @openbox.ai e a @economistadebatom formaram uma parceria em prol do desenvolvimento das pessoas nas questões financeiras. O objetivo maior é desmistificar questões importantes e que, muitas vezes, são excluídas do dia-a-dia do brasileiro, por falta de conhecimento.

Quer fortalecer o financeiro da sua empresa?

Antecipação de recebíveis não é empréstimo, é crédito inteligente. Uma das melhores estratégias financeiras para alavancar o seu negócio.

Quero antecipar